Basílica de São Pedro

St. Peter's Basilica

Fique em pé na base do antigo Obelisco Egípcio "A Testemunha" na Praça de São Pedro e um sentimento avassalador começa a despertar em você. A vasta colunata parece abraçar você de ambos os lados, mesmo ao girar o pescoço para admirar a imponente fachada e a cúpula da Basílica de São Pedro. Inspirador, deslumbrante, sem palavras - uma visita à Basílica de São Pedro vai deixar você transbordando de emoções.

Maior igreja do mundo, a Basílica de São Pedro, é mais do que apenas o edifício mais importante da Cristandade. É uma joia dentro da Cidade do Vaticano a partir de onde os Papas espalharam a palavra de Deus por todo o mundo. A Basílica é um ponto de chegada de milhões de peregrinos a cada ano, mas é também um verdadeiro marco cultural, histórico e arquitetônico.

A clássica estrutura renascentista guarda dentro de si tesouros de milênios, incluindo pinturas, esculturas, artefatos e a arte decorada nas paredes. Uma visita à Basílica de São Pedro é um deleite para os sentidos e para a alma!

Informações gerais

Endereço: Piazza San Pietro, 00120 Città del Vaticano, Cidade do Vaticano

Início da construção: 18 de april de 1506

Arquitetos: Michelangelo, Gian Lorenzo Bernini, Raphael

Conclusão: 18 de novembro de 1626

A história da Basílica de São Pedro

A história da Basílica de São Pedro começa com a crucificação de Pedro, um dos apóstolos de Jesus, em 64 DC. Ele foi crucificado de cabeça para baixo numa cruz no Circo de Nero, e enterrado nas proximidades do que é agora o Monte do Vaticano. O Imperador Constantino, O Grande, construiu a Basílica Velha entre 319 d.C. e 333 d.C., no terreno do local de sepultamento de São Pedro. Mais tarde, no século XVI, a pedido do Papa Júlio II, foi construída a atual Basílica.

A Basílica de São Pedro é atualmente uma Basílica Papal e é famosa por ser o local do Túmulo e da Cadeira de São Pedro, o que confere uma autoridade espiritual ao Papa. Apesar de não ser a Basílica oficial do Papa, todas as principais funções e eventos papais são conduzidos aqui devido ao seu tamanho e importância.

A Basílica de São Pedro possui muitos recordes, incluindo ser a maior igreja do mundo, o segundo edifício mais alto de Roma e a cúpula mais alta de todas. Além disso, é reconhecido como Patrimônio Mundial da UNESCO pela riqueza da arte e da cultura que abriga e preserva.

A arquitetura da Basílica de São Pedro

A construção da Basílica de São Pedro levou mais de um século para ser finalizada! Seu planejamento começou quando o Papa Júlio II encomendou um concurso para projetar o maior edifício da Cristandade. O vencedor do concurso foi Donato Bramante, e a pedra fundamental foi firmada em 1506. Uma série de mortes e mudanças de pessoal levou à mudança dos arquitetos de Bramante para Raphael e finalmente Michelangelo, em 1547.

A cúpula final e sua arquitetura são acreditadas ao brilhantismo de Michelangelo que a baseou nos desenhos de Bramante. A Basílica foi construída na tradicional arquitetura renascentista e tem sido uma inspiração para edifícios de igrejas em todo o mundo. A fachada icônica foi projetada por Maderno e permanece como uma memória inesquecível para milhões de peregrinos que a visitam a cada ano para ver o Papa.

Destaques da Basílica de São Pedro

feature-box_0

Cúpula

A Cúpula ou Duomo da Basílica de São Pedro é uma das maiores do mundo. Seu projeto é atribuído a Michelangelo, mas sua construção foi concluída apenas em 1590, pelo seu aluno Giacomo Della Porta. A cúpula tem vários elementos em seis círculos concêntricos, incluindo 16 grandes janelas, bustos, afrescos e estatuetas de mais de 96 figuras. Você pode subir 320 degraus ou pegar o elevador para chegar à base e subir mais 231 degraus para chegar ao topo da cúpula e obter uma vista sem obstáculos do Vaticano e de Roma.

feature-box_1

Gruta do Vaticano

A Basílica de São Pedro é também o local de descanso de vários papas e figuras históricas e você pode encontrar suas sepulturas no nível subterrâneo conhecido como Gruta do Vaticano. Existem mais de 100 tumbas, assim como capelas, dedicadas aos papas e santos. Estas grutas, ou cavernas artificiais, têm desenhos elaborados e são decoradas com afrescos, sarcófagos, pinturas e inscrições. Entre as mais notáveis estão a Capela de São Pedro, o túmulo de Christina da Suécia, a estátua de mármore de São Pedro entronizado e o túmulo da rainha Charlotte de Chipre.

feature-box_2

Pietà

A Pietà é uma das estátuas mais reconhecidas do mundo e foi criada pelo mestre italiano Michelangelo. A estrutura de mármore de Carrara retrata Jesus depois de sua crucificação no colo da Mãe Maria. Com quase dois metros de altura, as torres escultóricas exalam uma aura monumental que retrata a santidade do momento. Pietà pode ser traduzida como Piedade e é a única escultura que foi assinada pelo artista, tendo sido criada no final do século XV. Você pode encontrar esta estátua de tirar o fôlego na primeira capela à direita, assim que entrar na Basílica de São Pedro.

feature-box_3

O Baldaquino de São Pedro

O baldaquino, conhecido também como cibório, é um dossel ou estrutura colocada sobre o altar. Na Basílica de São Pedro, o baldaquino sobre o altar-mor ascende magnificamente, tornando-se o ponto de foco do salão. Ele foi colocado diretamente acima do Túmulo de São Pedro e debaixo da cúpula, e é onde o Papa celebra a Missa. A estrutura de bronze foi a primeira obra criada em Bernini na Basílica e levou nove anos para ser concluída, finalizando em 1634. Foi concebida em estilo barroco clássico e tornou-se um padrão para interiores de igrejas e para a arquitetura.

feature-box_4

Estátua de Santo Longino

A Estátua de São Longino está localizada em uma galeria 'loggia' em um dos corredores da Basílica de São Pedro. Você terá que levantar o pescoço para admirá-la. pois está elevada a quase quatro metros. Esculpida por Bernini, a escultura de mármore evocativa é do centurião romano São Longino, que trespassou Jesus com uma lança mas que se converteu ao cristianismo depois da morte de Cristo. A estátua foi construída em 1643 e usou quatro blocos de mármore.

feature-box_5

Túmulo de São Pedro

São Pedro foi crucificado no Circo de Calígula em 64 d.C. e enterrado em um lugar no Monte do Vaticano. Mais tarde, durante o reinado de Constantinopla, uma igreja foi construída sobre seu túmulo, que mais tarde foi transformada na atual Basílica de São Pedro, no século XVI. Atualmente, uma área do Confessio foi criada em frente ao Túmulo de São Pedro para comemorar o seu martírio. O baldaquino e a cúpula foram colocados diretamente acima do túmulo, e vários papas foram enterrados abaixo, na Gruta do Vaticano. No entanto, não há um consenso final se o túmulo contém realmente os restos mortais de São Pedro!

feature-box_6

A Cadeira de São Pedro

A famosa Cadeira de São Pedro é um trono que está localizado na abside da Basílica de São Pedro. Trata-se essencialmente de uma antiga cadeira de carvalho, que foi reparada e decorada por Bernini e que agora se encontra em uma espetacular exposição de estátuas de bronze de santos, anjos e uma representação do espírito santo através de uma pintura de vidro de uma pomba. É considerada uma relíquia e conhecida como Cathedra Petri, significativa por dar direção espiritual ao Papa, e a própria palavra Cathedra significa "Sede do Bispo".

Selecione seus ingressos

Acesso Especial: Visita Autoguiada com Áudio à Basílica de São Pedro

Visita Guiada: Museus do Vaticano, Capela Sistina e Basílica de São Pedro

Visita Guiada Exclusiva de São Pedro com Acesso ao Domo e Tumbas Papais
Visita Guiada por toda a Cidade do Vaticano com Subida à Cúpula da Basílica de São Pedro

Visita Guiada da Basílica de São Pedro com Acesso Rápido
Tour em Grupo com Acesso Antecipado: Basílica de São Pedro, Museus do Vaticano e Capela Sistina
Visita Guiada com Acesso Prioritário: Coliseu, Museus do Vaticano e Capela Sistina
Audiência Papal com o Papa Francisco (Quartas)